Núcleo de Medidas Sócios Educativas
CREAS II

SADS
Centro de Referência Especializado de Assistência SocialCREAS – I
19/12/2018
SADS
Centro POP
19/12/2018
SADS
Núcleo de Medidas Sócios Educativas
CREAS II

Coordenadores: Laura Maria Volpi

Horário

  • 8:00 -16:00
  • Fechado

Como Chegar?

2 - Objetivos:

2 - Objetivos:

O presente núcleo tem por finalidade prover atenção socioassistencial e acompanhamento a adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, determinadas judicialmente. Deve contribuir para o acesso a direito e para a resignificação de valores na vida pessoal e social dos (as) adolescentes e jovens. Para a oferta do serviço faz-se necessário a observância da responsabilização face ao ato infracional praticado, cujos direitos e obrigações devem ser assegurados de acordo com as legislações e normativas específicas para o cumprimento da medida.

Geral

Realizar acompanhamento psicossocial a adolescentes durante o cumprimento de medida socioeducativa de Liberdade Assistida (LA) e de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) e sua inserção em outros serviços e programas socioassistenciais e de políticas públicas setoriais. 

Específicos

Criar condições para a construção/reconstrução de projetos de vida que visem à ruptura com a prática de ato infracional; Estabelecer contratos com o (a) adolescente a partir das possibilidades e limites do trabalho a ser desenvolvido e normas que regulem o período de cumprimento da medida socioeducativa; Contribuir para o estabelecimento da autoconfiança e a capacidade de reflexão sobre as possibilidades de construção de autonomias; Possibilitar acessos e oportunidades para a ampliação do universo informacional e cultural e o desenvolvimento de habilidades e competências; Fortalecer a convivência familiar e comunitária.
 

3 – Nº de Atendidos

3 – Nº de Atendidos
CREAS II
114 pessoas

Programadas


Casa Aberta
40 pessoas

Programadas


4 - Tipo de Proteção

4 - Tipo de Proteção
Especial

5 – Programas Desenvolvidos

5 – Programas Desenvolvidos
Fortalecimento de Vínculos e Atividades Socioeducativas.

6 – Oficinas Desenvolvidas

6 – Oficinas Desenvolvidas
Atendimento a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e Boletins de Ocorrência; Atendimento psicossocial individual e em grupos aos usuários e suas famílias; Articulação junto ao Poder Judiciário em situações específicas; Capacitação dos adolescentes para o mercado de trabalho.

7 - Público Alvo

7 - Público Alvo
Adolescentes/Jovens
Família

8 - Abrangência Territorial

8 - Abrangência Territorial
Urbana

9 – Ações

9 – Ações
Fortalecimento de Vínculos
Ações socioeducativas
Orientação Familiar
Encaminhamento rede
Outros

10 - Critérios de Elegibilidade

10 - Critérios de Elegibilidade
Outros (Medidas/PSC/LA)
Acompanhamento de B.O

11 – Parcerias com APAS: Associação Presbiteriana de Ação Social (PROJETO CASA ABERTA - Traçando Novos Caminhos)

11 – Parcerias com APAS: Associação Presbiteriana de Ação Social (PROJETO CASA ABERTA - Traçando Novos Caminhos)

Em parceria com APAS, esta sendo desenvolvido o Projeto Casa Aberta- Traçando Novos Caminhos, que tem por finalidade desenvolver ações articuladas com a rede, para a construção de ações preventivas e efetivas na atenção a essa parcela da população, entendendo que ela se insere num contexto social mais amplo que demanda das políticas sociais uma integração em rede, a CASA ABERTA vêm para facilitar esses tramites, proporcionando um espaço de atenção para tal necessidade, visto que o aumento de atos infracionais cometidos por adolescentes tem aumentado consideravelmente no município.
O projeto atende desde os boletins de ocorrência às medidas socioeducativas imposta judicialmente, bem como atendimento as famílias dos adolescentes em medida de internação (Fundação CASA), ressaltando que o projeto conta com o apoio da Vara da Infância e Juventude do município.

OBJETIVO GERAL

Promover a prevenção de ocorrências de atos infracionais; reduzir o índice de registros de ocorrências de atos infracionais cometidos por adolescentes, e por consequência obter a redução da aplicação de medida socioeducativa; promover a oportunidade de inclusão social do adolescente, inserido nas Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviços à Comunidade (PSC), através do Plano Individual de Atendimento (PIA), bem como os adolescentes primários (B.O) com envolvimento de suas respectivas famílias, auxiliando-os a construir um projeto de vida que propicie o exercício da cidadania em todas as suas dimensões de direitos e deveres individuais e coletivos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Resgatar ou promover através da medida socioeducativa, a valorização das potencialidades, aptidões e habilidades do adolescente; Criar condições para a construção/reconstrução de projetos de vida que visem à ruptura com a prática de ato infracional; Estabelecer “contratos” com o (a) adolescente a partir das possibilidades e limites do trabalho a ser desenvolvido e normas que regulem o período de cumprimento da medida socioeducativa; Contribuir para o estabelecimento da autoconfiança e a capacidade de reflexão sobre as possibilidades de construção de autonomias; Possibilitar acessos e oportunidades para a ampliação do universo informacional e cultural e o desenvolvimento de habilidades e competências; Fortalecer a convivência familiar e os laços comunitários, objetivando a sua reinserção social; Incentivar o retorno, a permanência e o sucesso escolar objetivando ampliar as perspectivas de vida; Estimular e/ou propiciar a habilitação profissional com vistas ao ingresso no mercado de trabalho; Garantir o acesso a saúde, principalmente aos cuidados especiais em saúde mental, incluindo os relacionados ao uso de álcool e outras substâncias psicoativas, e atenção aos adolescentes com deficiência.  
 

12 – Outras Atividades Desenvolvidas

12 – Outras Atividades Desenvolvidas
Devido a demanda excessiva de trabalho e os recursos humanos reduzido, neste semestre houve poucas realizações de eventos com os usuários, em comemoração a Páscoa foi entregue kits de chocolates, realizamos um dia de beleza para a comemoração do dia das mãe e realizamos festa junina. Para além disso participamos dos eventos: 08 de março - Dia Internacional das Mulher; 1º de Maio Sacode a Praça; 18 de Maio - Dia do Combate à exploração sexual; e 12 de junho - Combate ao trabalho Infantil.

13 – Dificultadores

13 – Dificultadores
Vulnerabilidade afetiva, falha de comprometimento de algumas famílias e adolescentes, não obrigatoriedade do atendimento/ acompanhamento de B.O no projeto Casa aberta, espaço físico.

14 – Resultados obtidos

14 – Resultados obtidos
Avalia-se que de acordo com o exposto acima a comunicação com a rede vem melhorando gradativamente, o município vem tomando providencias no que tange a medida socioeducativa, o tráfico de drogas e/ ou roubo e furto, atualmente nova gestão vem trabalhando arduamente para inserção de novas ações no combate a este problema, já que estamos cada vez mais recebendo adolescentes infratores, inclusive muitos reincidentes por não termos alternativas de enfrentamento e oferta de programas sociais e ações de geração de renda. A capacitação das técnicas torna-se muito proveitosa, bem como uma motivação a mais para o desenvolvimento do trabalho. Ainda obtivemos autorização da secretária e o Sr. prefeito para readequar o espaço físico do imóvel.

15 – Relatório Estatístico

15 – Relatório Estatístico

16 - Fotos

16 - Fotos