Centro de Referência Especializado de Assistência Social
CREAS – I

SADS
Centro de Referência da Pessoa com DeficiênciaCRPD
19/12/2018
SADS
Núcleo de Medidas Sócios EducativasCREAS II
19/12/2018
SADS
Centro de Referência Especializado de Assistência Social
CREAS - I

Coordenadores: Simone Martoni Brina

Horário

  • 8:00 -16:00
  • Fechado

Como Chegar?

2 - Objetivos:

2 - Objetivos:

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS configura-se como unidade publica estatal que oferta serviços especializados e continuados a famílias e indivíduos em situações de ameaça ou violação de direitos – violência física, psicológica. Sexual, cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto.
A oferta de atenção especializada deve ter como foco a família e a situação vivenciada, possibilitando o acesso a direitos socioassistenciais por meio de potencialização e a capacidade de proteção, fortalecendo vínculos familiares e comunitários, priorizando a reconstrução de suas relações famílias.  

Geral

Apoiar, orientar e acompanhar as famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos; compreender orientações direcionadas para a promoção de direitos, a preservação e o fortalecimento de vínculos familiares, comunitários e sociais; Fortalecimento da função protetiva das famílias diante do conjunto de condições que as vulnerabilizam e/ou as submetem a situações de risco pessoal e social.

Específicos

Contribuir para o fortalecimento das famílias no desempenho de sua função protetiva; Processar a inclusão das famílias no sistema de proteção social e nos serviços públicos, conforme necessidades; Contribuir para restaurar e preservar a integridade e as condições de autonomia dos usuários; Contribuir para romper com padrões violadores de direitos no interior das famílias; Contribuir para a reparação de danos e da incidência de violação de direitos; Prevenir a reincidência de violações de direitos; Construir o processo de saída das ruas e possibilitar condições de acesso à rede de serviços e a benefícios assistenciais; Identificar famílias e indivíduos com direitos violados, a natureza das violações, as condições em que vivem; estratégias de sobrevivência, procedências, aspirações, desejos e relações estabelecidas com as instituições; Promover ações de sensibilização para divulgação do trabalho realizado, direitos e necessidades de inclusão social e estabelecimento de parcerias; Promover ações para a reinserção familiar e comunitária;
Realizar acompanhamento social a adolescentes durante o cumprimento de medida socioeducativa de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade e sua inserção em outros serviços e programas socioassistenciais e de políticas públicas setoriais;
Criar condições para a construção/reconstrução de projetos de vida de acordo com a realidade individual, criando alternativas diversas e cabíveis possibilitando a escolha de novos caminhos; Contribuir para o estabelecimento da autoconfiança e a capacidade de reflexão sobre as possibilidades de construção de autonomias; Possibilitar acessos e oportunidades para a ampliação da formação social, cultural e o desenvolvimento de habilidades e competências; Fortalecer a convivência familiar e comunitária; Prevenir o acolhimento e a segregação dos usuários do serviço, assegurando o direito à convivência familiar e comunitária; Promover acessos a benefícios, programas de transferência de renda e outros serviços socioassistenciais, das demais políticas públicas setoriais e do Sistema de Garantia de Direitos; Possibilitar condições de acolhida na rede socioassistencial; Contribuir para a construção de novos projetos de vida, respeitando as escolhas dos usuários e as especificidades do atendimento; Contribuir para restaurar e preservar a integridade e a autonomia da população em situação de rua.
 

3 – Nº de Atendidos

3 – Nº de Atendidos
123 pessoas

Programadas

4 - Tipo de Proteção

4 - Tipo de Proteção
Especial

5 – Programas Desenvolvidos

5 – Programas Desenvolvidos
Fortalecimento de Vínculos e Atividades Socioeducativas.

6 – Oficinas Desenvolvidas

6 – Oficinas Desenvolvidas
Atendimento da família em situação de risco; Atendimento a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas; Atendimento a crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional e acompanhamento da família quando a situação de desacolhimento; Realização de cursos de capacitação para equipes de referência; Realização de visitas domiciliares; Atendimento psicossocial individual e em grupos aos usuários e suas famílias; Articulação junto ao Poder Judiciário em situações específicas; Capacitação dos adolescentes para o mercado de trabalho.

7 - Público Alvo

7 - Público Alvo
Crianças
Idosos
Adolescentes/Jovens
Família

8 - Abrangência Territorial

8 - Abrangência Territorial
Urbana

9 – Ações

9 – Ações
Fortalecimento de Vínculos
Ações socioeducativas
Orientação Familiar
Encaminhamento rede
Outros

10 - Critérios de Elegibilidade

10 - Critérios de Elegibilidade
Vítimas de maus tratos
Vítimas de Violência sexual
Situação de Rua
Situação de vulnerabilidades
Outros (Medidas/PSC/LA)

11 – Outras Atividades Desenvolvidas

11 – Outras Atividades Desenvolvidas
Devido à demanda excessiva de trabalho e os recursos humanos reduzido, neste semestre não realizamos festas com os usuários. Montamos kits e entregamos a eles em comemoração à páscoa, dia das mãe e festa junina. Para além disso participamos dos eventos: 08 de março - Dia Internacional das Mulher; 1º de Maio Sacode a Praça; 18 de Maio - Dia do Combate à exploração sexual; e 12 de junho - Combate ao trabalho Infantil.

12 – Dificultadores

12 – Dificultadores
A falta de recursos humanos é o principal dificultador, no momento o núcleo de violência e pós desligamento institucional contam apenas com uma psicóloga em cada um, o núcleo do idos tinha apenas uma assistente social, no momento ela está de licença maternidade e o assistente social da Casa Dia do Idoso está nos auxiliando duas vezes por semana. Cabe ressalta que frente a esta situação, foi autorizada a contratação de quatro estagiários de Psicologia, eles estão sendo uma mais valia para o serviço.

13 – Resultados obtidos

13 – Resultados obtidos
Retirada dos usuários da situação de risco pessoal e social; Envolvimento das famílias; Inclusão social; Introdução de novos padrões de comportamento

14 – Relatório Estatístico

14 – Relatório Estatístico

15 - Fotos

15 - Fotos